Minha primeira viagem à Europa (parte II)

Rise and shine, brógui! Nessa segunda parte do post vou contar como foram minhas idas à Londres, Paris e Euro Disney. Como eu já falei antes, quando viajei pela primeira vez pra fora, fiquei em uma cidade bem pequena pertinho de Londres, Eastbourne, estudando por três semanas. Durante esse tempo visitei lugares como Windsor, Oxford, Liverpool, Brighton e Londres. Na verdade verdadeira, eu não conheço Londres direito, nas minhas três idas (durante a viagem de 2009) só deu pra visitar algumas coisinhas.

Na primeira e na terceira vez fomos acompanhadas por todos os que viajaram conosco, de trem. A viagem foi bem rapidinha e desembarcamos na Victoria Station, no centro de Londres. De lá pegamos um ônibus que nos levou à alguns dos principais pontos turísticos da cidade. Paramos na Oxford St, enquanto o pessoal ia andar por onde bem entendia, eu resolvi ir em direção à Trafalgar Square, uma praça no centro de Londres que celebra a Batalha de Trafalgar, uma vitória da Marinha Real Britânica nas Guerras Napoleônicas.

Bem no centro da praça tem uma coluna enorme cercada por quatro leões enormes esculpidos em bronze. Mas o toque final fica na beleza da National Gallery logo atrás. Van Gogh, Velázquez, Botticelli, Caravaggio, Vermeer, Degas, Cézanne e Goya são alguns dos pintores cujas obras são guardadas pela Galeria Nacional. Não pude tirar fotos, na verdade nem usar o telefone pra falar com a minha mãe, assim que ela atendeu fui chamada a atenção por um dos funcionários da galeria. Fomos também ao Madame Tussauds e andamos um pouquinho pela cidade.

Mas a segunda ida a Londres foi a que realmente contou! A Rafa, a Christina (uma alemã que ficou na mesma casa que nós) e eu pegamos um trem direto pra lá. Foi a melhor coisa que a gente poderia ter feito! Minha mãe mandou pra mim, por e-mail, informações de todos os ônibus de sightseeing que nós deveríamos pegar pra chegar aos melhores pontos de Londres. Dito e feito, conseguimos visitar o Museu Britânico, o Museu de História Natural e o Ripley’s Believe it or Not. Me senti SUPER independente! Hahaha, também, minha mãe mandou tudo mastigadinho pra mim!

Depois de 3 semanitas, chegou Parrí! Nossa viagem pra lá foi de ônibus, atravessamos o Canal da Mancha pelo Eurotúnel, o ônibus entrou no vagão e lá fomos nós! O túnel passa por baixo da terra que fica por baixo da água, não dá pra ver nadinha lá fora e o percurso dura uns 30 minutos. Dessa vez nós vamos de balsa porque é mais barato e economizaremos uma noite de hotel. Okay, chegando na França fomos para um hotel da Euro Disney, lindo! Não me lembro do nome, mas era um charminho e enorme! A Disney foi uma delícia! É uma miniminiminiminiminiatura da Disney World em Orlando.

Tem algumas montanhas-russas famosas como a do Aerosmith, Indiana Jones, Space Mountain e também uma da tartaruga Crush do Nemo, essa eu não vi em Orlando. Alguns dos personagens não gostavam nem de tirar foto! Fiquei decepcionada com um Pateta (literalmente, rs) porque ele negou meu pedido de fotografia! Lá tinha uma espécie de vila da Disney, uma Downtown Disney bem pequena, com Planet Hollywood e mais umas coisinhas.

Paris é uma cidade muito encantadora, é tudo o que falam mesmo, romântica, charmosa e muito bonita. Pra mim, o que mais valeu foi ter conhecido o Museu do Louvre. É surreal! Dizem que se você ficar parado por 20 segundos em frente à cada obra do museu, você não sai de lá em menos de três meses. Pensa num trem inacreditável, juro que me dá arrepio só de lembrar, estar lá no meio da história é emocionante. A Monalisa, o Código de Hamurabi, a Vitória Alada, Vênus de Milo… são algumas das obras das quais o museu dispõe. Sem falar na pirâmide, te faz sentir como se fosse o próprio Robert Langdon!

Esse foi um resuminho da minha viagem, espero que dessa vez eu possa aproveitar tudo o que não pude, e que só me traga crescimento. Agradeço muito por ter tido essa oportunidade tão novinha, gostaria que fosse fácil viajar pra lá assim como é pra ir pra Cuiabá, porque a cultura também é um tipo de necessidade que o ser humano precisa pra se desenvolver interiormente. Muito obrigada, mais uma vez. ❤

Comente! ♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s