The Making of Harry Potter – Parte I

dsc_0055

O estúdio de filmagens dos filmes do Harry Potter (obs; essa primeira foto do estúdio não é minha, eu encontrei no Google), com certeza, foi um dos lugares mais absurdamente incríveis que eu já conheci na minha vida… sem exagero nenhum. Gente, por favor! Estar em um ambiente junto com tanta coisa que foi usada no filme é quase mágico de verdade. Eu pensava que fosse ser uma experiência de outro mundo, mas acabou sendo mais do que isso, eu quase chorei kkkk, sério! O estúdio não fica na cidade de Londres, é longe um pouquinho, 40 minutos de ônibus mais ou menos. Assim que eu desci do ônibus dei de cara com aquele lugar imeeeeenso e só de olhar o tamanho já dá pra ter uma ideiazinha de que tem MUITA coisa lá dentro! Não precisei nem entrar pra começar a visita, logo na frente da construção já fiquei impressionada, algumas daquelas peças gigantes de xadrez de bruxo que o Rony teve que enfrentar no primeiro filme estavam lá fora, enooooormes. A sensação que dá ter o primeiro contato com uma das peças do set é de arrepio, você nem sabe o que sentir direito, pode parecer muito bobo pra quem não gosta, quase uma idiotice, mas pra quem conhece toda a história, o sentimento é impagável.

Um pouquinho antes da porta que dá entrada ao estúdio tem uns suportes de um metro, mais ou menos. Se você chegar perto vai perceber que em cima deles tem as mãos da Emma Watson, Daniel Radcliffe e Rupert Grint marcadas em uma espécie de cimento, a mão do Daniel é tão pequena que só é um pouquinho maior do que a minha, muito show. Ok, agora a entrada. Quando entrei no galpão, observei um café do lado esquerdo, algumas fotos dos personagens enooormes na parede, uma loja ao lado direito e uma árvore de Natal enorme! Um pouquinho mais à frente tinha uns marcadores de fila onde eu supus que seria entrada para o tour. Assim que o Léo e eu entramos na fila (que não tinha ninguém) a gente olhou pro lado e escondido na parede adivinha o que estava? O armário sob a escada, sob a escada! Gente…….. hahaha, tinha tudo lá dentro, a cama dele, os sapatos e até um ventiladorzinho.

(Se você não quiser estragar a surpresa quando você for visitar os estúdios pule este parágrafo!) Passado o choque dessa primeira parte, a nossa vez chegou! Fomos conduzidos em um grupo de 40 pessoas, mais ou menos, pra uma salinha cheia de visores onde eram passados vídeos sobre a história dos livros da J K Rowling e sobre os produtores  dos filmes, aliás sobre toda a equipe Harry Potter em geral. Depois disso, portas se abriram do outro lado da sala, então entramos em um mini cinema. Na tela grande Emma, Daniel e Rupert falavam sobre como havia sido passar 10 anos filmando as sequências e como aquilo tudo era mágico (detalhe: era uma montagem deles atrás da porta de carvalho do castelo de Hogwarts). Quando o filme acabou, eles entraram na porta atrás deles. Até aí tudo bem, já até tinha me recuperado do armário sob a escada quando DO NADA, a tela de cinema sobe (ou cai, não lembro) e a porta de carvalho tá lá! Em “carne e osso” (ou carvalho) esperando pra ser aberta… nessa hora eu me arrepiei completamente, acho que eu nem pude evitar a sensação, foi tão inesperado que sei lá!

Uhuuuuul! O tour começou! Fiquei esperando loucamente o momento em que a guia iria abrir a porta e aí a gente deu de cara com o salão comunal… ai, ai, meu coração não estava preparado pra tanto! O salão é grandão mas no filme parece maior, retiraram as duas mesas do meio, pra facilitar a circulação eu acho. Tinha de tudo lá, copos, pratos, garfos, comida falsa, guardanapos enrolados com os símbolos das quatro casas, uniformes dos estudantes e até a mesa dos professores com o figurino de vários deles, do Dumbledore, da Minerva, do Snape e até do Filtch tadinho. Você tem 10 minutos pra ficar no salão comunal, mas no resto do tour você pode ficar o quanto quiser, lógico, não da pra ficar morando lá né, eu pesquisei :), acho que é pra outra turma entrar porque quando chegamos o salão estava vazio.

Ok, agora sim! O tour realmente começou! É como se fosse um galpão enorme, cheeeeeeeeeeeeeio de coisas. Nós saímos do salão e entramos nesse lugar. É lá que fica a maioria das coisas pequenas e médias, então você pode ter uma ideia da gigantez do lugar. Ao caminhar por lá, a primeira coisa que eu encontrei foram alguns dos figurinos usados pelos personagens no Yule Ball, lembra? Aquele baile que aconteceu no quarto livro, uma tradição do torneio Tribruxo! Então, até aquela roupa horrorosa do Rony tá lá! Hahaha, o vestido lindo cor de rosa da Hermione e alguns outros trajes. Tem também uma das mesas de bebidas que foram distribuídas pelo salão no dia da festa.

Um pouquinho mais pra frente tinha uma estante cheinha de perucas de vários personagens! Achei engraçado porque eu pensava que só aqueles que tinham os cabelos mais diferentes que precisavam de peruca mas a Hermione e o Harry também já usaram. Pra falar a verdade, tem figurinos por todo o estúdio, nesse pedaço tinham alguns da Luna Lovegood, Gilderoy Lockhart e do Harry. Tem uma curiosidade bem legal sobre a última foto da galeria abaixo, a guia nos disse, se não me falha o inglês haha, que haviam 50 figurinos iguais à esse, o primeiro perfeito, o segundo um pouco sujinho, o terceiro mais amassado, o quarto com um rasgo pequeno e assim vai. Legal, né? Pra mim eles usavam dois, no máximo, e iam rasgando à medida que as cenas iam correndo!

Tá bom já pra Parte I. Hahaha, logo logo eu trago a Parte II, e a III, e a IV, e a V… nunca se sabe, né?

libellule

4 comentários sobre “The Making of Harry Potter – Parte I

Comente! ♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s